Segmentos
Educação Infantil

Foco Pedagógico


A passagem do núcleo familiar para o espaço escolar é um momento importante. A criança amplia as possibilidades de conhecimento de si e do mundo, vivenciando acontecimentos significativos para ela, estabelecendo novos vínculos afetivos, desenvolvendo sua capacidade de comunicação.

Em seu desenvolvimento escolar, a criança deverá trilhar um caminho que a conduza do sensório-motor ao simbólico; do pré-verbal ao verbal; do eu ao nós; do subjetivo ao objetivo.

Nessa etapa da aprendizagem, a brincadeira e o jogo têm um lugar privilegiado, pois nessas ações ela elabora suas experiências e descobertas, revela seus desejos e necessidades.

Ao longo dessa fase, a criança vai construindo de forma cada vez mais complexa seu aprendizado. Para isso, as aulas, os projetos, os tempos e espaços escolares devem promover o uso da linguagem verbal (oral e escrita) e não verbal (plástica, musical e cênica), da matemática e da tecnologia, abrindo-se ao conhecimento do mundo natural e social. Além da educação sensorial e motriz, como também a educação da vontade, desenvolvendo hábitos e atitudes.   

Currículo


Segundo a BNCC, o currículo se organiza em cinco “campos de experiência”, cada qual com seu conjunto de conteúdos e habilidades. São eles:

1) o eu, o outro e o nós;

2) corpo, gestos e movimentos;

3) traços, sons, cores e formas;

4) escuta, fala, pensamento e imaginação;

5) espaço, tempo, quantidade, relações e transformações.

Os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento variam de acordo com as especificidades dos diferentes grupos etários, assim organizados:

O currículo da Educação Infantil utiliza-se da metologia de "sequências de atividades" que articulam vivências, habilidades e conhecimentos dos diferentes campos de experiência, favorecendo a criação de contextos investigativos que unificam todas as ações educativas. Dessa forma, os alunos realizam projetos de trabalho que buscam a integração entre o saber e a vida. No curso das sequências há também uma variação nas propostas de agrupamento das crianças com o propósito de respeitar seus diferentes ritmos e tempos.

Material didático e Programas 


A Educação Infantil adota como material didático de apoio a PLATAFORMA DE EDUCAÇÃO SAS, que oferece um conteúdo consistente, sempre atualizado e inovador. O material valoriza planejamento e práticas que refletem a cultura da infância, que se expressa mediante os chamados "direitos de aprendizagem", em consonância com a CNBB. São eles: conviver, brincar, participar, explorar, expressar e conhecer-se.

A Educação Infantil trabalha também a cultura maker, através do programa NAVE À VELA, cujos materiais e metodologia estimulam os alunos a "colocar a mão na massa" para construir seus brinquedos e projetos, por meio do brincar e da contação de histórias.


Avaliação


Na Educação Infantil, a avaliação passa a ser um processo de valorização e reconhecimento do caminho trilhado pela criança no processo de uma unidade de aprendizagem. Trata-se, portanto de uma avaliação contínua e qualitativa, que se faz mediante o acompanhamento e registro do desenvolvimento da criança, sem objetivo de promoção e retenção, desde que a idade seja compatível com a série em que se encontra. É elaborado um relatório trimestral referente ao aproveitamento global do aluno, encaminhado aos pais ou responsáveis. Estes são informados sobre os progressos e dificuldades do aluno, bem como orientados quanto a atendimentos específicos e oportunos.

 

Estudo do Meio


O estudo do meio tem como objetivo estabelecer maior interação entre o conteúdo didático e a realidade. Nessa fase inicial, o estudo do meio proporciona aos pequenos vivências mais amplas de diferentes espaços: ambientes naturais, ambientes urbanos e ambientes culturais.